ENTREVISTAS

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

ENTREVISTAS

Mensagem por Emanuele em Sex Jul 25, 2014 1:42 am

Aqui podem e devem ser postadas todas as entrevistas feitas com a Paloma, porém, deem os créditos às suas fontes.  rabbit 
avatar
Emanuele
Admin

Mensagens : 61
Data de inscrição : 23/07/2014
Idade : 29
Localização : Terra da Garoa

http://palomaduarteonline.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTREVISTAS

Mensagem por Emanuele em Sex Jul 25, 2014 1:46 am

Paloma Duarte (17/04/2006) as 18h15 ao BATE PAPO UOL (VIDEO):

http://tvuol.uol.com.br/video/entrevista-com--paloma-duarte-04029B3564C0819326/

Fonte: TV UOL
avatar
Emanuele
Admin

Mensagens : 61
Data de inscrição : 23/07/2014
Idade : 29
Localização : Terra da Garoa

http://palomaduarteonline.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Entrevista a Revista QUEM

Mensagem por Emanuele em Sex Jul 25, 2014 1:51 am

Por JONATHAN PEREIRA


QUEM: Você passou pela crise dos 30 anos? Como faz para manter a forma?
PALOMA DUARTE: (Gargalha). Nem levo isso a sério. Não tem crise dos 30 comigo. Nada é mais feminino que a celulite, nada é mais maternal que a estria. Nunca fiz ginástica, tudo em mim já é flácido. Então não vou ter essa crise nem aos 30, 40 ou 50 anos. Não vou ver nada cair porque já está caído. Tive dois filhos, engordei, já tenho estria e celulite, amamentei para caramba. Boto meu biquíni e vou para a praia amarradona.

QUEM: Mas você está em boa forma...
PD: Eu me visto de acordo com a minha necessidade, mostro o que dá para ser mostrado. Não vou sair por aí ostentando minhas estrias.

QUEM: Você posou nua com 18 anos. Se arrepende?
PD: De jeito nenhum. Não há outro motivo para sair nua senão a grana. Quando ligaram fazendo o convite me perguntei: Gente, verdade que tem gente pagando essa grana só para me ver pelada? Acho louco que as pessoas ainda se espantem com a nudez, a ponto de pagar uma baba. Fiz, comprei minha casa, foi ótimo!

AgNews
Paloma em clima de romance com o cantor Oswaldo Montenegro. Ela não mede elogios na hora de falar de sua paixão por ele
QUEM: Pretende ser mãe novamente?
PD: Tenho vontade, mas não agora. Estou na adolescência das minhas filhas (Maria Luiza tem 14 anos e Ana Clara, 11). É uma fase tão delicada, tão única, que não conseguiria pensar em outro filho agora, só mais para a frente.

QUEM: Como é o dia a dia em casa? Você cozinha, gosta das atividades domésticas?
PD: Quem dera eu tivesse tempo para essas coisas. Gosto muito de cozinhar, mas só quando me dá na telha. Nas férias, adoro cuidar do jardim, das minhas plantas, faz bem para a saúde e a alma. Amo receber os amigos, minha casa vive cheia, não só dos meus, mas dos amigos das crianças, do Oswaldo... Vejo filme, vou à praia no dia em que não tem paparazzi, namoro bastante...

QUEM: Você já foi casada duas vezes. Como é sua relação com os ex?
PD: É boa... com o pai da minha filha mais velha cheguei a ter uma relação dos sonhos, a gente ficou irmãozão mesmo. Com o Marcos (Winter), tenho uma relação calma, tranqüila, respeitosa. Vou completar 6 anos de namoro com o Oswaldo.

QUEM: O que te encantou no Oswaldo?
PD: A minha paixão por ele é muito bruta, muito animal. Oswaldo é uma das pessoas mais inteligentes, mais cultas que já conheci. É um homem que respira arte 24 horas por dia: estudou todas as épocas da pintura, teatro, os grandes autores, os métodos... E um cinéfilo de mão cheia, vê seis, sete filmes por dia. Sabe tudo de música. A parte intelectual é muito estimulante, apaixonante. Além disso tudo, ele é companheiro, um grande amigo, muito bonito, generoso, leal... (suspira). A gente se conheceu pela primeira vez quando eu tinha 17 anos. Demos uma namorada lá atrás, mas nada muito sério.

QUEM: Nesses quase seis anos juntos, a relação de vocês ficou abalada alguma vez? No início de janeiro, surgiram rumores de que vocês estavam em crise...
PD: Não falo sobre isso, não vou abrir minha vida pessoal. Todo relacionamento tem crise. Agora em que grau foi essa crise e se a gente se separou ou não, não vou entrar nesse mérito.

Renato Rocha Miranda, Thiago Prado Neris e Rafael França
A atriz com Eduardo Galvão em "Começar de Novo" (2004), sua última novela na Globo. Ao lado, Débora e Lima Duarte
QUEM: Como é o relacionamento com sua mãe e seu avô? Falam sobre a profissão?
PD: Converso muito com eles, mas quando estamos gravando, sobra bem menos tempo para ficar com quem a gente ama. Tirando minhas filhas e o Oswaldo, que estão comigo dentro de casa, tenho pouco tempo para ficar com minha mãe, meu avô, minha irmã. A gente mora perto, mas é uma loucura.

QUEM: Algum deles te influenciou a ser atriz?
PD: Nenhum dos dois disse ‘vá, olha que profissão incrível’. Me influenciaram na medida em que eu cresci vendo minha mãe trabalhar. Era muito comum a imagem de mamãe gravando e eu indo para os teatros com ela. Mas nenhum dos dois glamurizou a profissão, nunca disseram ‘siga meus passos’ ou ‘essa profissão é um escândalo’. Cresci vendo as coisas boas e as não tão belas da profissão.

QUEM: Como foi sua infância e adolescência?
PD: Na escola era um pouco bagunceira, gostava de praticar esporte....Quando era criança queria ser trapezista. Depois que decidi ser atriz não mudei mais de idéia.

QUEM: Já experimentou drogas?
PD: Todo mundo passa por essa fase. Espero que minhas filhas não, mas eu passei. Foi tranqüilo na medida do que pode ser tranqüilo em uma fase dessas. Comecei e larguei.

QUEM: Que tipo de drogas?
PD: Ah, pelo amor de Deus, não faça isso. Já te dei a resposta que você queria, passei por essa fase.

Julian Marques
Marcelo Serrado e Paloma brincam durante a festa de lançamento da novela com os rumores de que teriam se desentendido
QUEM: Porque você trocou a Globo pela Record?
PD: Saí da Globo com muita gratidão, passei 12 anos incríveis lá. A proposta da Record foi exorbitante, não tinha como dizer não. Além disso, porque só a grana não me faria mudar, eu cresci ouvindo histórias da minha mãe (Débora Duarte) e do meu avô (Lima Duarte) da TV Tupi, de como eles viram a televisão nascer, e me deu a sensação de que eu podia começar em um lugar desde o início.

QUEM: Já foi sondada para voltar para a Globo?
PD: Não falo. Acho esse assunto muito complicado.

QUEM: Sua filha Ana Clara atuou em “Cidadão Brasileiro”. Ela pensa em seguir a carreira da mãe?
PD: Pensa, mas por enquanto não pode (risos). Claro que a Clarinha adorou, se apaixonou completamente, jura que quer fazer isso a vida inteira, recebeu outros convites depois disso, mas quem não deixou fui eu, porque novela é muito pesado. Se for real a vocação dela, vai seguir esse caminho. Agora é hora de estudar.

QUEM: No início das gravações circularam boatos de que você teria ameaçado deixar a novela após levar um tapa mais forte de Marcelo Serrado em uma das cenas. Depois vocês brincaram com a situação na festa de lançamento da novela. O que realmente aconteceu?

PD: A gente se dá muito bem, houve certo exagero. O que aconteceu foram dois atores que passaram por um período de adaptação. Nunca tínhamos contracenado juntos, pegamos logo de cara sequências muito difíceis. Jamais houve uma briga, uma ruptura. Essa coisa de que ele me bateu, nada disso é real. Nunca pedi pra sair de novela nenhuma na minha vida.

Divulgação / TV Record
Fernanda e Maura vão se envolver em "Poder Paralelo"
QUEM: Sua personagem em “Poder Paralelo é bastante sensual. Como é interpretá-la?
PD: Está sendo tão bom que começaram a cortar algumas cenas (risos). O Lauro (César Muniz) é um autor que escreve muita coisa ‘na cama’, há frases importantes ditas durante uma cena de sexo. Quando você corta uma cena dessas, desconstrói a personagem, como é o meu caso. A história se perde, se deturpa.Não é só comigo que acontece. Há uma frustração corroendo a alma do elenco.

QUEM: A Fernanda vai se envolver com a Maura (Adriana Garambone). Esse relacionamento estava previsto na sinopse?
PD: As duas desenvolveram uma relação de amizade e obsessão. Uma quer entender porque a outra atrai o Bruno (Marcelo Serrado). O que rola entre elas fica no ar. Não me lembro de ler isso na sinopse, mas o Lauro citou a possibilidade na primeira reunião de elenco que tivemos.

QUEM: Há possibilidade de haver um beijo?
PD: Nos seriados americanos, esse tipo de cena é normal. O Brasil, infelizmente, é um país que não tem peito para fazer uma cena dessas, ainda vivemos na “idade da pedra” nesse quesito. Nossa dramaturgia não tem maturidade cênica para isso.

QUEM: Você participou da campanha eleitoral em 2002... Como é seu envolvimento com a política?
PD: É mínimo. Sempre foi. O que aconteceu ali é que eu fiquei muito ofendida com o texto preparado pela equipe de MARKETING do (José) Serra, que usava o terror, o medo para conseguir voto. Não é uma coisa com que eu poderia compactuar. Eu sou Lulista, não petista. Fiz campanha para o Lula, não me arrependo, votei nele e votaria de novo. O Brasil teve avanços importantíssimos. Não existe utopia, não existe milagre.

QUEM: E seus planos para o teatro, cinema...
PD: Teatro não dá, não faço teatro e TV simultaneamente. E no cinema, estou produzindo o primeiro longa do Oswaldo, mas está cedo para falar sobre isso.

Fonte: REVISTA QUEM
avatar
Emanuele
Admin

Mensagens : 61
Data de inscrição : 23/07/2014
Idade : 29
Localização : Terra da Garoa

http://palomaduarteonline.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Entrevista ao Mundo dos Famosos (29/09/2013)

Mensagem por Emanuele em Sex Jul 25, 2014 2:11 am

Minha “Entrevista Especial” de hoje aqui “No Mundo dos Famosos” é com uma maravilhosa atriz, uma das melhores de sua geração, neta do grande ator Lima Duarte e da talentosíssima e respeitada atriz Débora Duarte ela construiu por si só uma brilhante carreira, sem ‘encostar’ na sombra dos familiares, e assim atuou em diversas novelas de sucesso na Globo. Em 2006, deu uma reviravolta na sua carreira transferindo-se pra Rede Record, e assim ajudou a implantar e solidificar o núcleo de teledramaturgia da emissora paulista. Atualmente ela vem dando um show de interpretação como a vilã Dorotéia na nova novela da Record: “Pecado Mortal”. Minha entrevistada é a querida e belíssima atriz PALOMA DUARTE.


“Saber que você viver num país como o Brasil onde é tão difícil você ter qualquer qualidade de vida e ainda assim sobreviver da profissão que eu escolhi é realmente uma benção!”

Jéfferson Balbino: Paloma, o fato do seu avô, o grande ator Lima Duarte, e sua mãe, a atriz Débora Duarte, serem artistas foi o fator determinante para você seguir a carreira de atriz? Até que ponto houve uma influência deles?

Paloma Duarte: Jéfferson, eu não tive nenhuma influência deles... A minha mãe até brincava comigo dizendo: “Filha, seja qualquer coisa, menos atriz” (risos).

Jéfferson Balbino: Do período que você trabalhou na Globo, quais foram os trabalhos que você tem um carinho mais especial?


Paloma Duarte: É difícil essa pergunta porque eu fiquei muito tempo lá né Jéfferson?! (risos), muitos anos...

Jéfferson Balbino: Mas quais foram suas personagens marcantes desse longo período?


Paloma Duarte: Então eu cito a Vilminha de “Pecado Capital”, que foi uma personagem que mora muito ainda no meu coração... E a Angélica de “Terra Nostra”. É até injusto escolher porque lá eu fiz muita coisa boa...

Jéfferson Balbino: Com o nosso querido Lauro César Muniz, você trabalhou nas novelas: “Cidadão Brasileiro” (Rede Record/2006), “Poder Paralelo” (Rede Record/2009) e atualmente em “Máscaras” (Rede Record/2012). O que você destacaria dessa sua parceria com esse conceituado novelista?


Paloma Duarte: Jéfferson, a primeira coisa que eu destacaria é amor incondicional. Eu sou muito fã do Lauro. Eu acho que das três novelas que eu fiz com ele a que mais me marcou foi “Cidadão Brasileiro”.

Jéfferson Balbino: Até então sua última novela na Record havia sido em “Máscaras” que foi mal na audiência... O que você espera da audiência de “Pecado Mortal”? Acredita que a trama vai conseguir recuperar a audiência perdida em “Máscaras”?


Paloma Duarte: Olha, esse é um assunto que realmente não me preocupa, eu acho que essa é uma preocupação empresarial, não é uma preocupação dos atores até porque eu estou aqui pra me divertir, a novela está linda, as imagens estão incríveis, os atores estão ótimos, os equipamentos são de ponta, o Avancini preparou realmente muito bem, o texto está ótimo, o elenco está bom... Enfim, a gente está fazendo tudo direitinho então a gente espera que vai bem na audiência.

Jéfferson Balbino: Atualmente você vem brilhando na nossa telinha na nova novela da Record: “Pecado Mortal” (Rede Record/2013). O que você pode nos adiantar desse novo trabalho?


Paloma Duarte: Eu posso adiantar é que o público vai me ver fazendo uma personagem que eu nunca fiz em 27 anos de carreira: uma vilã, é minha primeira vilã, é uma mulher extremamente racional e intensa, sanguinária, meio ninfomaníaca (risos) e muito divertida. Eu estou muito animada com a novela.

Jéfferson Balbino: E como foi o processe de composição dessa sua nova personagem? Você chegou a estudar alguma coisa da década de 1970?


Paloma Duarte: Não, eu não estudei nada. Até porque eu estava filmando, fazendo uma série pra Fox e aí caí direto a novela, então não pude participar dos WORKSHOPS que tiveram aqui no RecNov para a novela, infelizmente. Mas está tranquilo, até porque eu faço isso há muitos anos né? (risos). São 27 anos de carreira, eu gosto do namoro inicial entre a personagem e eu, até nos descobrirmos o que temos em comum e o que não temos, o que está chegando e o que não está, faz parte do processo de começo de ‘namoro’.

Jéfferson Balbino: E, o que você ressaltaria do texto do [Carlos] Lombardi?


Paloma Duarte: Engraçado que eu tenho tanta coisa pra falar do texto do Lombardi, ainda mais com esse currículo todo que ele tem, mas eu vou falar só uma y6coisa que eu ou outro alguém da equipe sabe, e que vocês jornalistas não sabem: as rubricas dele são impressionantes. E até brinquei com ele dizendo: “Na sua novela rubrica é um personagem”. E, é mesmo, pois se você não ler, porque ele escreve um grande pedaço de rubrica, e se você não ler com muita atenção você perde o desenho do que ele esta querendo dizer, e isso é muito curioso no texto dele... E eu conheço o Lombardi tão bem quanto o público, ele é um cara que escreve com muita qualidade, personagens memoráveis, personagens loucos com muito efeito, com muita ação, com muito romance, e essa será uma novela que o público vai gostar.

Jéfferson Balbino: Querida, e o que você fez entre esse intervalo de “Máscaras” e “Pecado Mortal”?


Paloma Duarte: Eu descansei – literalmente (risos).

Jéfferson Balbino: E o que você considera ser o momento mais marcante da sua carreira?


Paloma Duarte: É impossível destacar apenas um... Impossível!

Jéfferson Balbino: Antes de finalizarmos: O que é pra você mais gratificante na carreira de atriz?

Paloma Duarte: Saber que você viver num país como o Brasil onde é tão difícil você ter qualquer qualidade de vida e ainda assim sobreviver da profissão que eu escolhi é realmente uma benção!

Jéfferson Balbino: Querida, super obrigado por conceder essa entrevista ao “No Mundo dos Famosos”, parabéns pela brilhante carreira, muito mais sucesso e um grande beijo!


Paloma Duarte: Obrigada querido, um beijo!














Fonte: ee. famosos
avatar
Emanuele
Admin

Mensagens : 61
Data de inscrição : 23/07/2014
Idade : 29
Localização : Terra da Garoa

http://palomaduarteonline.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Entrevista a revista conta mais

Mensagem por Larissa Matos em Ter Jul 29, 2014 1:34 am

De todos os papéis que já fez em sua carreira de atriz, Paloma Duarte confessa que o atual é o mais desafiador. Chamada na trama de Nameless, nem ela mesma sabe o nome da personagem, que tem várias identidades e vive cercada de mistério. Na Record há seis anos, a atriz afirma que não tem do que reclamar sobre a emissora. Mesmo depois de ter feito 10 novelas na Globo, ela diz que não trocaria a Record pela outra. Mãe de Maria Luiza, de 16 anos, do relacionamento com o músico Renato Lui e Ana Clara, de 14 anos, do casamento com o ator Marcos Winter, Paloma incentiva a carreira da caçula. No entanto, a vontade de ter mais um filho tem passado pela cabeça dela nos últimos tempos. Namorando o ator Bruno Ferrari há um ano, não descarta a possibilidade de casar com o ator e ter mais filhos.

CM: Como você define a Nameless?

PD: A personagem tem um visual e uma identidade diferente em cada lugar, em cada país – peruca, maquiagem, esmalte. Ela é uma loba solitária, a personagem mais difícil que já fiz. Ela pode ser uma vilã ou uma heroína.

CM: Mas, esse tom de mistério não é legal?

PD: É horrível não saber nada sobre a personagem. Leio os capítulos e continuo sem saber. Sentia pânico até por não saber o nome dela. Em uma cena ela chega a citar
sete nomes diferentes!

PD: Está gostando do visual que teve que adotar por causa da personagem?

CM: Eu não tenho temperamento para ser loira. Exige um temperamento. Você tem que estar sempre maquiada. E, eu odeio maquiagem. Se eu não estiver trabalhando, não uso de jeito nenhum. Você não pode sair com qualquer roupa, tem que ser uma roupa que combine com o cabelo. E, tenho preguiça de ter que me arrumar. Gosto de abrir o meu armário, pegar qualquer coisa que está na frente e sair para gravar. É muito comum você me encontrar de short, sandália e blusinha básica. Nesse sentido, sou antiatriz, porque não tenho glamour nenhum. Então, o cabelo louro me cansa um pouco por causa disso.

CM: Como você faz para tratar do cabelo no dia a dia?

PD: Você não sabe a quantidade de produtos que eu tenho que passar para ele não ficar uma palha. É um negócio medonho. A minha bancada de creme não tem mais espaço para o xampu do Bruno (Ferrari). Assim que acabar a novela vou tirar essa cor.

CM: É verdade que o que te fez aceitar o papel foi por ser uma novela de Lauro César Muniz?

PD: Ele é meu muso, meu braço direito, meu sonho mais gostoso. Vivo com ele todas as emoções que alguém pode viver. Não saio do lado dele por nada. Digo que onde ele for, eu vou atrás, faço qualquer coisa que o Lauro escrever.

CM: Você já trabalhou no SBT, na Globo e está a um bom tempo na Record. Por que abraçou a emissora?

PD: Quando vim para cá foi porque queria ter o sabor de construir um pouco da história da televisão brasileira. Eu cresci ouvindo histórias da minha mãe (Débora Duarte) e do meu avô (Lima Duarte) da TV Tupi, de como eles viram a televisão nascer e me deu a sensação de que eu podia começar em um lugar desde o início.

CM: Eles te influenciaram na carreira?

PD: Nenhum dos dois disse para eu ser atriz. Eles me influenciaram na medida em que eu cresci vendo minha mãe trabalhar. Era muito comum a imagem de mamãe gravando e eu indo para os teatros com ela. Mas, nenhum dos dois glamorizou a profissão, nunca disseram ‘siga meus passos’ ou ‘essa profissão é um escândalo’. Cresci vendo as coisas boas e as não tão belas da profissão.

CM: A Ana Clara já atuou com você em uma novela. Você a incentiva na carreira de atriz?

PD: A Ana Clara vai voltar às novelas, está com 14 anos e já pode. Quando ela era mais nova eu tinha medo e vi como ela ficou sobrecarregada quando fez uma participação em Cidadão Brasileiro Mas, ali era comigo, eu estava do lado. Agora é hora dela voltar sozinha.

CM: Você tem planos de casar com o Bruno Ferrari?

PD: Se me perguntarem se penso em casar, eu diria que sim, mas, acredito que isso é algo que vai surgir naturalmente. Bruno e eu estamos juntos há um ano, é pouco tempo.

CM: Você pensa em ter mais filhos?

PD: Como disse, o namoro com o Bruno é recente. Em algum momento esse assunto vai surgir naturalmente. Tem dias que eu tenho vontade e em outros eu não tenho vontade.
avatar
Larissa Matos

Mensagens : 3
Data de inscrição : 24/07/2014
Idade : 17
Localização : Praia Grande

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTREVISTAS

Mensagem por Emanuele em Ter Jul 29, 2014 9:43 pm


_________________
Emanuele Kent


Minhas Escritas
avatar
Emanuele
Admin

Mensagens : 61
Data de inscrição : 23/07/2014
Idade : 29
Localização : Terra da Garoa

http://palomaduarteonline.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ENTREVISTAS

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum